MOTIVAÇÕES E RESISTÊNCIAS PARA A UTILIZAÇÃO DO MOBILE BANKING

Luiz Fernando da Silva, Tamires Adriana Schroder, Adriana Kroenke

Resumo


A tecnologia vem notadamente fazendo parte do atendimento aos clientes. Exemplo disso é a intensificação da difusão do mobile banking nos últimos anos, passando a ser o canal preferido para acesso aos serviços bancários no Brasil em 2017. Mesmo tendo muitos adeptos, o mobile banking encontra algumas resistências para sua adoção. O objetivo deste artigo é analisar os fatores de resistência e também as motivações relacionadas à utilização do mobile banking. Para isso, utilizou-se de adaptações dos modelos TAM – Modelo de Aceitação de Tecnologia, IDT - Teoria da Difusão de Inovação e UTAUT – Teoria Unificada da Aceitação e Uso de Tecnologia. Os resultados apontam que os fatores de resistência que mais influenciam a adoção desta tecnologia são as barreiras de uso e de risco, enquanto que a percepção de prazer e compatibilidade são os fatores que mais motivam. 


Palavras-chave


Mobile Banking. Resistance. Motivations.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.