RELAÇÃO ENTRE O ÁGIO DAS AÇÕES COM A GOVERNANÇA CORPORATIVA DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DE CAPITAL ABERTO

Maurício Mello Codesso

Resumo


Os investimentos que possuem foco na transparência, prestação de contas, legalidade e equidade podem gerar valores para os acionistas no longo prazo. A Governança é o conjunto de práticas com finalidades de melhorar o desempenho da companhia buscando maximizar a criação de valor. Desse modo, este estudo tem como objetivo verificar se o ágio das ações gerado pelas empresas integrantes do Novo Mercado da BMF&BOVESPA é maior do que das empresas que não são integrantes. O estudo possui uma pesquisa descritiva, documental com abordagem quantitativa de dados. A amostra da pesquisa é composta pelas 100 maiores empresas de capital aberto de acordo com o ranking da revista Exames de junho de 2011. Os dados utilizados para pesquisa foram coletados por meio do site da BMF&BOVESPA e do banco de dados da Economática. Após o tratamento dos dados, o resultado do z da amostra foi de 1,3534, sendo este menor do que o z crítico 1,96 para um nível de significância de 5 % indicando que não é possível rejeitar a hipótese nula, dessa forma não é possível afirmar que os ágios das ações gerados pelas empresas integrantes do Novo Mercado são maiores do que das empresas que não são integrantes.

Palavras-chave


Transparência. Novo Mercado. Governança Corporativa. Avaliação de Investimento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1679-8708

ISSN Eletrônico: 2177-742X