DIVULGAÇÃO DE PASSIVOS CONTINGENTES NAS EMPRESAS MAIS LÍQUIDAS DA BM&FBOVESPA

Ricardo Suave, Maurício Mello Codesso, Hugo de Moraes Pinto, Ernesto Fernando Rodrigues Vicente, Rogério João Lunkes

Resumo


Com as novas normas de contabilidade busca-se uma aproximação entre as contabilidades gerencial e financeira, um dos itens que possibilitam tal aproximação é a divulgação das contingências. O presente trabalho tem como objetivo identificar se as empresas mais negociadas da BM&FBOVESPA atendem às disposições do CPC 25 quanto à divulgação de passivos contingentes. Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa e descritiva quanto aos objetivos. Os resultados indicam que as empresas divulgam principalmente processos judiciais relacionadas a causas fiscais, cíveis e trabalhistas, com menor divulgação de contingências ambientais. Quanto aos itens solicitados pelo CPC 25, verifica-se maior atendimento quanto à descrição da natureza, estimativas de efeitos financeiros, critérios de mensuração e incertezas relacionadas a valores e data de ocorrência. Nas correlações, verificou-se maior atendimento por parte dos setores de Petróleo e Gás, Telecomunicações, Finanças e Seguros, Química e Energia Elétrica, e correlação inversa a empresas com mais liquidez. Conclui-se que pela diferença notada de uma empresa para outra na descrição da natureza das contingências é possível perceber que muitas empresas ainda não divulgam informações com a melhor qualidade e que expressem a realidade.


Palavras-chave


Passivos contingentes. Divulgação. Aproximação entre as Contabilidades.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN Impresso: 1679-8708

ISSN Eletrônico: 2177-742X